Oca do Cacique Beira-Mar -Templo Escola de Umbanda
"A missão não envaidece, responsabiliza" (Cacique Beira-Mar)
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas LinksLinks
Textos


A LINHA DO ORIENTE NA UMBANDA


Quem São Os Espíritos Que Trabalham na Linha do Oriente?

São espíritos que viveram num contexto da cultura oriental, mas  não isso significa que todos os espíritos que militam na linha do oriente viveram de fato no oriente do nosso planeta, ou que foram de fatos orientais, tomando como definição para esse termo a localidade geográfica. Há espíritos que apenas vivenciaram, mesmo de outro lugar do globo, os ensinamentos, preceitos e doutrina do oriente, e isso basta para que um espírito faça parte dessa linha.

O termo oriente aqui não se refere necessariamente a uma demarcação geográfica, e sim um estado de consciência e uma forma de percepção do todo. Oriente designa um estado de evolução, de iluminação, de maturidade espiritual, emocional e consciencial. A linha do oriente abarca diversos espíritos que, originalmente, não se encaixam na matriz de formação do povo brasileiro, ou seja, negros, índios e brancos. Embora a maioria dos espíritos desta linha sejam, de fato, oritentais, no sentido geográfico, há também outros espíritos. 

 Assim, há diversos espíritos na linha do oriente, tais como chineses, tailandeses, japoneses, etc. e também há espíritos que se apresentam como caboclos (caso do caboclo timbiri, caboclo japonês) e pretos-velhos (caso do preto-velho Pai Jacó - Jacob do Oriente, um preto velho conhecedor da Cabala Hebraica).
 
Como é Composta a Linha do Oriente?
 
Esta linha é composta por inúmeras entidades, classificadas em sete falanges e maioritariamente de origem oriental, da seguinte forma:
 
01 - Falange dos Indianos:

Espíritos de antigos sacerdotes, mestres, yogues e etc. Um de seus mais conhecidos integrantes é Ramatis. Está sob a chefia de Pai Zartu.
 
02 - Falange dos Árabes e Turcos:

Espíritos de mouros, guerreiros nômades do deserto (tuaregs), sábios marroquinos, etc... A maioria é muçulmana. Uma Legião está composta de rabinos, cabalistas e mestres judeus que ensinam dentro da Umbanda a misteriosa Cabala. Está sob a chefia de Pai Jimbaruê.
 
03 - Falange dos Chineses, Mongóis e outros Povos do Oriente:

Espíritos de chineses, tibetanos, japoneses, mongóis, etc. Curiosamente, uma Legião está integrada por espíritos de origem esquimó, que trabalham muito bem no desmanche de demandas e feitiços de magia negra. Sob a chefia de Pai Ory do Oriente.
 
04 - Falange dos Egípcios:

Espíritos de antigos sacerdotes, sacerdotisas e magos de origem egípcia antiga. Sob a chefia de Pai Inhoaraí.
 
O5 - Falange dos Maias, Toltecas, Astecas e Incas:

Espíritos de xamãs, chefes e guerreiros destes povos. Sob a chefia de Pai Itaraiaci.
 
06 - Falange dos Europeus:

Não são propriamente do Oriente, mas integram esta Linha que é bastante sincrética.
Espíritos de sábios, magos, mestres e velhos guerreiros de origem europeia: romanos, gauleses, ingleses, escandinavos, etc. Sob a chefia do Imperador Marcus I.
Hoje nesta Falange se destaca a Legião dos Vikings, muito trabalhadora e guerreira. Nela, as entidades dividem-se em três grandes grupos, chamados de Barbas. Existem os barbas amarelas, vermelhas e negras.
Os mais importantes são os barbas amarelas, chefiados por Pai Bárbaro e Pai Kango, seguidos de Pai Peter (filho de Pai Bárbaro), Pai William (filho adotivo de Pai Bárbaro, que desde menino perdeu um olho e uma perna em batalha), Pai Robinson, Pai Viking, Pai Michael e Pai Jean Carlos (integrado na família por seus feitos marciais). Também encontramos mulheres, como Mãe Érica e Mãe Joana Viking.
 
Estes espíritos falam (ou misturam com a nossa língua) uma espécie de dialeto mágico chamado Vinlabo. Quando em trabalho nos terreiros os vikings são aguerridos, firmes,irônicos, sinceros e destemidos. Seus Pontos Riscados possuem espadas, serpentes, raios, animais marinhos e Runas! Seus Pontos Cantados falam do mar, guerras, feras, ventos e tempestades. São entidades invocadas, sobretudo, para destruir demandas, dar proteção, curar e aconselhar. Seu transe é muito intenso e profundo, exigindo do médium muita concentração e afinidade. Não aceitam mentiras e futilidades, por isso, buscam afilhados com alma guerreira e heróica.
 
 
07 - Falange dos Médicos e Sábios:

Os espíritos desta Falange são especializados na arte da cura, que é integrada por médicos e terapeutas de diversas origens. Sob a chefia de Pai José de Arimatéia.
 
 
Grau e Orixá Sustentador da Linha do Oriente
 
Os espíritos que militam na linha do Oriente já estão fora do ciclo reencarnacionista, e estão localizados no quinto grau de evolução, sendo sustentados por pai Oxalá.
 
O Trabalho da Linha do Oriente
 
A linha do oriente nos ajuda a resgatar a nossa própria essência, a desenvolvermos a nossa consciência para alcançarmos a iluminação interior. Para esta linha, todas as respostas de que necessitamos está dentro de nós, sendo necessário o autoconhecimento, a autoiluminação e a autoevuloção para enxergarmos aquilo que tanto necessitamos. Esta linha trabalha por meio da meditação, da reflexão, da cura, do esoterismo e de outros mecanismos, a fim de nos ajudar a desenvolver o equilíbrio íntimo.
 
Quando Esta Linha do Oriente Tornou-se Conhecida na Umbanda?
 
A Linha do Oriente foi muito popular de 1950 a 1960, quando as tradições budistas e hindus se firmaram entre o povo brasileiro. Os imigrantes chineses e japoneses, sobretudo, passaram a frequentar a Umbanda e trouxeram seus ancestrais e costumes mágicos.
 
Antes destas datas, também era comum nesta Linha a presença dos queridos espíritos ciganos, eis que alguns possuem origem oriental. Mas tamanha foi à simpatia do povo umbandista por estas entidades, que os espíritos criaram uma “Linha” independente de trabalho, com sua própria hierarquia, magia e ensinamentos.

Um Saravá Fraterno a Todos!
Namastê!


Dúvidas e Perguntas:
Email: jaderoliveira.j@hotmail.com

 
Oca do Cacique Beira Mar Templo Escola de Umbanda
Enviado por Oca do Cacique Beira Mar Templo Escola de Umbanda em 04/03/2016
Alterado em 22/05/2016

Música: MANTRA-OM NAMAHA SHIVAY-VYANAH - Desconhecido

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

"Deus não só faz  Justiça, Deus é a Própria Justiça". (Baiano Zé do Coco)





"A melhor firmeza é a do coração". (Caboclo Beira Mar)





"Quando a vida está ruim, o Rosário é um simbolo que nos indica como buscar ajuda" (Pai Antonio de Angola).





"Quem vive com Ogum, Ogum não abandona nem após morte". (Marinheiro Martim Pescador).






"Não são os encarnados, filhos de santo, falhos, pequenos, errantes por natureza que dirão se uma entidade é ou não de luz, mas a própria entidade com suas obras de caridade." (Baiano Zé do Coco)